domingo, 1 de fevereiro de 2015

A Linha Centro em Mirandiba

  Neste início de 2015 o Projeto Memória Ferroviária de Pernambuco já pegou a estrada e foi atrás de registros do antigo conjunto ferroviário de Mirandiba, localizado no quilômetro 560 da Linha Centro de Pernambuco. Infelizmente o atual panorama do referido conjunto é desanimador, com a estação arruinada, armazém da mesma forma e as casas da enorme vila ferroviária boa parte em situação igual. Dos trilhos da linha no trecho boa parte já foram roubados, restando apenas a lembrança do que foi a maior ferrovia já construída em Pernambuco até o século XX. Acompanhe no pequeno vídeo-documentário que foi preparado, a seguir:




2 comentários:

  1. memória sem conservação, restauração é triste a cidade de bezerros é um exemplo disso, a malha ferroviária um lixo nada fazem só balela !

    ResponderExcluir
  2. A linha Centro cujo destino seria Petrolina, como toda construção nunca se concluiu e terminou em Salgueiro, ou seja a 514 km do Recife. Está sendo construída a TRANSNORDESTINA, que coincidentemente parou suas obras também em Salgueiro. O traçado dessa ferrovia envolve um trecho daí até o porto de Suape, então pergunto: Por que ao invés de se gastar dinheiro com indenizações, gastos como terraplenagem e outros se existe a possibilidade de em se restaurando a linha Centro poderia conectar a mesma à obra em andamento. Far-se-ia um desvio até a estação de Salgueiro, preparava-se o leito em todo o percurso até o Recife, colocando-se dormente para a nova largura (1,60m), restauravam-se os túneis e viadutos da Serra das Russas, na altura de Vitória do Santo Antão construir-se-ia um desvio com destino a Suape e, continuava-se os trabalhos de recuperação até Recife, mais precisamente a Estação das Cinco Pontas, onde seria construída uma gare moderna para atender o fluxo de passageiros que voltariam a usar a ferrovia para melhora a mobilidade. Isso seria objeto de um projeto bem feito, que seria analisado pela TRANSNORDESTINA Logística e o Governo Federal. Tenho certeza de que seria excelente, seriam 514 km de ferrovia recuperados para conduzir nossas riquezas e nossa gente que clama pela volta do transporte ferroviário. É pensar, analisar, elaborar e fazer. Mão à obra, senhores!!!!!!
    Jeová Barboza de Lira Cavalcanti - Timbaúba (PE)

    ResponderExcluir